Veja como se tornar um gerente de produto educacional

O cargo de Gerente de produto educacional teve início no ano de 1931 na Procter & Gamble (P&G), onde este profissional era chamado de o Homem da Marca, que em inglês era “Brand Man”, referindo-se à gestão da marca de uma organização, ou também em inglês, Product Manager (PM), que tem como responsabilidade acompanhar o desenvolvimento de um novo produto ou de um novo serviço, desde da criação até alocação dele no mercado.

Ser um gerente de produto educacional é muito mais complexo do que se imagina, pois para atuar nesse ramo é necessário uma bagagem bem completa de conhecimento e experiências. Esse profissional carrega grandes responsabilidades, e precisa comandar um time na incessante busca do entendimento das necessidades dos clientes.

Para isso, é preciso que os projetos sejam bem elaborados para que atendam as necessidades para qual o produto se destina. Um gerente de produto tem como função principal acompanhar o desenvolvimento de produtos para uma organização, além da responsabilidade do nome do produto, imagens e ideias a ela associadas, incluindo símbolos, slogans, logotipos e identidade visual que o representa, seja para produtos ou serviços. Em outras palavras, ele precisa saber o quanto o produto é valioso, útil e alcançável.

Um gerente de produto educacional precisa ter grandes conhecimentos em tecnologia e experiência do usuário, como também experiências em negócios, e entender muito bem sua função comercial, a sua maximização do valor do produto no âmbito comercial e sua otimização.

Marty Cagan em seu livro Inspired descreve que o trabalho do gerente de produto define que o gerenciamento de produtos é uma interseção entre negócios, experiência do usuário e tecnologia, o qual para ser um bom gerente de produto precisa ter experiência em pelo menos um, apaixonado pelos três e familiarizado com os profissionais de todos.

O que faz um gerente de produto?

A profissão de gerente de produto abrange inúmeras atividades, desde estratégicas até táticas, fornecendo liderança multifuncional importantíssimas – principalmente entre os times de engenharia, marketing, vendas e suporte. 

Exatamente por isso ele precisa ter uma boa bagagem sobre negócios, para que saiba o valor do produto e como utilizá-las, para que consiga atingir as metas definidas para obtenção do retorno do investimento.

Ter muita familiaridade de conhecimento de tecnologia para saber o que cria, como vai ser ser criado e entender o nível de esforço envolvido, para que saiba tomar as decisões corretas e necessárias, é extremamente relevante para essa profissão. Isto além de saber falar a mesma língua do time de desenvolvimento, justamente pelo fato de que o gerente de produto passa a maior parte do seu tempo entre eles, sendo a voz do usuário dentro da organização. Ademais, entender, ser apaixonado e muito dedicado ao assunto, para que possa conversar e testar o produto, sem nenhum empecilho, trabalhando com partes interessadas externas e internas, então necessitando obter em primeira mão os feedback reais do produto.

Um gerente de produto também tem a responsabilidade ​​de orientar sua equipe para que o produto obtenha sucesso, pois ele é o responsável por liderar as equipes multidisciplinares responsáveis por fazer as melhorias do produto e também por definir a estratégia, além de roadmap, priorização de features do produto ou da linha do produto, responsabilidades de marketing, previsão, lucros e perdas (P&L).

Os gerentes de produto fornecem uma profunda experiência em produtos necessários para liderar a organização e tomar decisões estratégicas do produto. Eles costumam analisar as condições de mercado e competição, estabelecendo uma visão do produto diferenciada e que agrega valor único com base nas demandas dos clientes.

O gerente de produto é a pessoa responsável por orientar o sucesso de um produto e liderar a equipe multidisciplinar responsável por melhorá-lo. É um importante papel organizacional – especialmente em empresas de tecnologia – que define a estratégia, o roadmap e a priorização de features para um produto ou linha de produtos. A posição também pode incluir responsabilidades de marketing, previsão de lucros e perdas (P&L).

Eles fornecem a profunda experiência em produtos necessária para liderar a organização e tomar decisões estratégicas de produto. Pois costumam analisar as condições de mercado e competição, estabelecendo uma visão do produto diferenciada e que agrega valor único com base nas demandas dos clientes.

Qual a importância de um gerente de produto?

O mercado altamente competitivo está tornando cada vez mais difícil satisfazer os cliente deste mercado tão exigente, sendo assim, para que uma organização alcance os objetivos e consequentemente o seu sucesso como resultado daquilo que busca, é preciso sem dúvida nenhuma conhecer as necessidades e desejos dos seus clientes.

E entregar aquilo que realmente o satisfaz em suas necessidades, torna-se obrigatório ser muito estratégico. Ou seja, uma gestão de produtos eficaz pode fazer toda a diferença e é fundamental para que a empresa alcance o crescimento esperado. E por que um gerente de produto é tão importante? Por vários motivos, pois ele auxilia a organização na tomada das melhores decisões e não é somente na criação de produtos, mas também no seu desenvolvimento, nas estratégias de marketing que serão adotadas e em toda a estrutura do gerenciamento. 

Um gerente de produto que toma as decisões principais sobre o novo produto como por exemplo:

  • Decide sobre suas estratégias, visão, foco e as metas gerais do produto. Ou seja, ele propicia o valor comercial do produto ao time do produto, para que eles entendam qual é a intenção por trás do novo produto ou do seu lançamento e é quem prioriza o que é mais importante para que as metas iniciais e estratégias por trás do produto sejam atingidas.
  • Os gerentes de produto são os autores do processo criativo de brainstorming, onde eles decidem sobre as melhores ideias, às gerenciando e priorizando em uma curadoria das melhores ideias, que irão se tornar uma feature para impulsionar a estratégia do produto e a solicitação de recursos e propostas que foram coletadas e que irão ser adicionadas no seu backlog e possivelmente se tornarão recursos reais do seu produto, ou seja, aquelas que atingirão os principais objetivos da linha de produtos e negócios. 
  • O gerente de produto também garante que o feedback e as solicitações sejam perfeitamente integrados aos processos de planejamento e desenvolvimento de produtos, são eles que comunicam o status das ideias aos seus potenciais clientes, parceiros e membros da equipe interna que as enviaram.
  • Decide sobre todo o processo de priorização e a ordem em que os recursos do backlog deveriam ser desenvolvidos.
  • Lideram equipes multidisciplinares desde a concepção de um produto até o lançamento.
  • Toma as decisões mais difíceis, se baseando no valor que as novas funcionalidades oferecerão aos clientes e aos negócios, ele define os requisitos para cada feature e as experiência que os usuários desejam, em estreita parceria com a engenharia nas especificações técnicas garantindo que todos os membros tenham todas as informações necessárias para entregar um produto completo. 

Como se tornar um gerente de produto?

O setor de produtos, é um segmento que está em constante mudança e crescimento, pois cada vez mais produtos são desenvolvidos e lançados no mercado, no entanto, a garantia de que ele tenha sucesso depende de vários fatores importantes, como o que ele agrega para seus clientes, do seu desenvolvimento e claro, de uma boa gestão e um bom profissional atuando no produto. 

Porém, os gerentes de produto é que coordenam as equipes de desenvolvimento, auxiliando os diversos setores da empresa a obterem o máximo de valor daquele  determinado produto. E é um grande desafio, mas por outro lado, é satisfatório e bem recompensado, por isso, é extremamente importante que os gerentes de produto estejam realmente aptos a encarar essa empreitada e estejam devidamente preparados e com os requisitos necessários.

As graduações mais comuns encontradas na profissão de um gerente de produto são: Administração, Tecnologia da Informação (TI), Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS), Engenharia da Computação, Marketing e Publicidade, Engenharia de Produção, entre outras. Mas no fundo, a formação é o que menos importa,  porque se de fato o indivíduo não possuir as habilidades necessárias para gerenciar o produto, não adianta.

Então ele precisa de habilidades como:

Hard skills: Inteligência Artificial, Análise de dados e UX Design.

Soft skills: Liderança, Comunicação e Criatividade.

Qualificação impecável: Quando falamos de qualificação impecável, não quer dizer que o gerente de produto precisa ter cursado as melhores faculdades do mundo e nem que precisa ser formado em diversas graduações, mas sim, que ele necessita ter qualificações das quais tenha realmente aprendido o que a área lhe propôs a ensinar, pois somente a graduação não significa que o indivíduo está capacitado para enfrentar os desafios que esse cargo carrega.

Habilidade de gestão: É muito importante saber administrar o tempo e os recursos, para que assim, gere uma maior produtividade, com menos desperdício e uma maior análise de dados, para então, saber fazer uma boa análise de dados, transformando em informação para o resto do time, dessa forma, sendo essencial para atingir o sucesso e lucratividade para a empresa. 

Saber definir prioridades: Priorização é muito importante, pois os problemas são comuns e acontecem com frequência. Quando surgem, precisam ser resolvidos com muita urgência e rapidez para que o processo não saia prejudicado, por isso,  priorizar aquilo que não pode de forma nenhuma ficar sem solucionar é muito importante.

Organização: Essa é uma habilidade que o gerente precisa ter e precisa de atenção em todo seu processo, justamente pelo fato de que a demanda é grande, são muitas atividades que precisam de execução, muitas reuniões e se não houver organização, as coisas podem não sair como o planejado.

Comunicação (OPC): A comunicação é fundamental para o dia a dia de um gerente de produto, ele precisa se comunicar diariamente com todos os setores e para isso, é obrigatório saber como fazer de uma forma que não afete nenhuma etapa do processo e nem as pessoas das quais estão dentro do processo..

Empatia: A missão de saber motivar os profissionais diz muito sobre o gerente, pois é essencial o entendimento dos motivos das diferentes pessoas que você terá que lidar no dia a dia e principalmente, para entender os seus clientes. O gerente irá interagir diariamente com eles, na maior parte do tempo, como também realizar medição de resultados com muita frequência.

A Future Education e o seu papel em sala de aula

Somos uma escola digital focada em habilidades relacionadas ao futuro da aprendizagem. Alcançamos este objetivo oferecendo certificações e cursos que ajudam as pessoas e as organizações a usarem a aprendizagem para habilitar novas estratégias, capacidades e narrativas de crescimento que sustentem o desenvolvimento de sociedades mais justas, igualitárias e prósperas.

Dentre as opções de cursos para aprimorar a aprendizagem digital dos seus estudantes, a Future Education oferece o “Mudança de mentalidade: do ensino para a aprendizagem”, no qual você aprende a conduzir uma mudança de mentalidade do ensino para a aprendizagem e o “Metodologias ativas para cursos online e híbridos”, onde você desenvolve novas habilidades para ministrar aula e facilitar processos de aprendizagem.

Estão disponíveis também os cursos de “Desenho de cursos online, presenciais e híbridos”, no qual você aprende a desenhar processos de ensino-aprendizagem eficazes e com garantia da qualidade da aprendizagem e, por fim, o “Tecnologias para a aprendizagem ativa”, que irá te auxiliar a aprender novas tecnologias para aplicar em sala de aula presencial, híbrida ou online.

Aprenda a garantir o aprendizado centrado no aluno, utilizando metodologias ativas, novas estratégias, tecnologias e métodos de ensino-aprendizagem inovadores. Acesse o site e fale com um dos nossos consultores!

Leave a Comment