como implementar as metodologias ativas

Como implementar as metodologias ativas em sala de aula

Descubra tudo sobre como implementar as metodologias ativas em sala de aula.

As metodologias ativas são utilizadas com o intuito de posicionar os estudantes como principais protagonistas em sala de aula, de modo que estes sejam melhor estimulados a aprender, pesquisar e debater sobre os temas das aulas, além de sentirem-se mais independentes, o que fortalece, também, o relacionamento entre professores e estudantes.

A implementação das metodologias ativas faz com que não somente o aluno, mas todo o grupo estudantil, de modo geral, demonstre mais interesse pelos conteúdos expostos em sala de aula, além de incentivar uma maior fixação das disciplinas. 

A seguir, descubra tudo sobre como implementar as metodologias ativas em sala de aula.

Mas afinal, o que é uma metodologia ativa?

A metodologia ativa diz respeito, principalmente, como citamos acima, ao fato de que o estudante deve ser o maior protagonista do processo de aprendizagem para que, assim, a comunidade escolar amplie a capacidade de absorção de conteúdos que gerem mais autonomia e engajamento e deixe de investir somente em aulas expositivas e que pouco agregam ao contexto atual dos estudantes brasileiros.

O uso de metodologias ativas na educação brasileira

Através da realização das metodologias ativas torna-se viável, para o corpo docente, desfrutar de diferentes ferramentas tecnológicas para direcionar melhor o aprendizado, de acordo com o contexto de vida e dia a dia de cada um dos estudantes. Tornando assim, a aprendizagem muito mais colaborativa e proveitosa para todos.

Através das metodologias ativas é possível, inclusive, capacitar os estudantes para resolver os diversos contratempos do mundo moderno ou do seu futuro espaço de ocupação, deixando assim o aprendizado menos teórico e mais prático, focado no que o aluno realmente irá utilizar, futuramente, em seu cotidiano. 

Nesta percepção técnicas como, por exemplo, o uso expositivo de vídeos, aplicação de feedbacks ou criação de gráficos, podem ser vistas como metodologias ágeis para estimular a iniciativa e o conhecimento funcional dos estudantes

As metodologias ativas são, na maioria dos casos, construídas a partir do uso de recursos tecnológicos que estimulam as diferentes formas de aprendizado e permitem que os professores conheçam o perfil de cada um dos estudantes do grupo.

Como implementar as metodologias ativas em sala de aula

Com o avanço da tecnologia no mundo, pudemos fazer muitas coisas que antes não eram possíveis ou que eram possíveis apenas no âmbito presencial. Tal avanço nos abriu, inclusive, enquanto sociedade, inúmeras portas para o mercado. 

No setor educacional, em especial, a tecnologia pôde aproximar o professor do aluno, de modo que estes pudessem se identificar e desenvolver um relacionamento de confiança e respeito mútuo, extremamente necessário ao processo de aprendizagem.

O desenvolvimento da tecnologia promoveu, aliás, a criação de novas metodologias de ensino. Veja, a seguir, as principais dicas para implementar as metodologias ativas em sala de aula:

  1. Estudo de Caso: o Estudo de Caso tem início com a exposição de uma situação real para os alunos refletirem em sala. Esse método tem como objetivo ajudar os alunos a interpretarem e desvendarem circunstâncias complexas, por meio do desenvolvimento de um conhecimento mais prático.
  1. Sala de Aula Invertida: a Sala de Aula Invertida, também chamada de Flipped Classroom, pode ser implementada para propor que os estudantes estudem o conteúdo antes da aula de modo que, quando ela de fato tenha início, possam reunir-se em grupos para discutir sobre os temas abordados e resolvam os exercícios com o auxílio do professor.
  1. Promover os estudos em grupo: a união de um grupo de estudantes é de extrema importância para que o estudante não apenas leia o que está escrito em um papel, mas também possa interpretar e debater sobre o tema apresentado, aprender a escutar, além de expor a sua opinião sobre um determinado tema.
  1. Use os jogos ao seu favor: esta dica incentiva o uso de jogos como FPS, MOBA, RPG ou, até mesmo, jogos de tabuleiro, no processo de ensino-aprendizagem. Afinal, estes e outros jogos lúdicos ou mesmo virtuais estimulam o aluno a aprender por meio da competitividade e interação sadia.
  1. Hands On: o Hands On ou Mão na Massa, como é popularmente conhecido, é o método que serve de estímulo para que tanto os professores, quanto os alunos, sejam mais proativos e coloquem mais a mão na massa durante as aulas. Muitas instituições de ensino já utilizam esse método por meio, por exemplo, da construção de robôs e de demais protótipos.

A Future Education e o seu papel em sala de aula

Somos uma escola digital focada em habilidades relacionadas ao futuro da aprendizagem. Alcançamos este objetivo oferecendo certificações e cursos que ajudam as pessoas e as organizações a usarem a aprendizagem para habilitar novas estratégias, capacidades e narrativas de crescimento que sustentem o desenvolvimento de sociedades mais justas, igualitárias e prósperas.

Dentre as opções de cursos para aprimorar a aprendizagem digital dos seus estudantes, a Future Education oferece o “Catalisador de Aprendizagem”, no qual você aprende a conduzir uma mudança de mentalidade do ensino para a aprendizagem e o “Facilitador de Aprendizagem Digital”, onde você desenvolve novas habilidades para ministrar aula e facilitar processos de aprendizagem.

Estão disponíveis também os cursos de “Especialista em Aprendizagem Digital”, no qual você aprende a desenhar processos de ensino-aprendizagem eficazes e com garantia da qualidade da aprendizagem e, por fim, o “Gestor de Ensino e Aprendizagem”, que irá te auxiliar a aprender novas habilidades para gerenciar equipes de ensino-aprendizagem.

Aprenda a garantir o aprendizado centrado no aluno, utilizando metodologias ativas, novas estratégias, tecnologias e métodos de ensino-aprendizagem inovadores. Acesse o site e fale com um dos nossos consultores!

Leave a Comment